Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   pr.neilton@pazevida.org.br  

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG pr.joaquimneto@pazevida.org.br

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM pr.luciano@pazevida.org.br

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual - RN pr.crescio@pazevida.org.br

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB pr.emerson@pazevida.org.br pr.emerson@pazevida.org.br

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS pr.raphaelbatista@pazevida.org.br

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal pr.fabiohenrique@pazevida.org.br

Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR pr.weslleysantos@pazevida.org.br

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL pr.carlospinheiro@pazevida.org.br

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – BA   pr.reginobarros@pazevida.org.br

Pr. William Alves

Pr. William Alves

Sede Estadual – PA pr.williamalves@pazevida.org.br

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   pr.sandropinheiro@pazevida.org.br

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE pr.gilvamgomes@pazevida.org.br

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO pr.dionatanfreitas@pazevida.org.br

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PE pr.delson@pazevida.org.br

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI pr.marciodasilva@pazevida.org.br

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ pr.danyelpagliarin@pazevida.org.br

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA pr.leonardopinheiro@pazevida.org.br

Pr. Reinaldo Rosário

Pr. Reinaldo Rosário

Sede Estadual – CE pr.reinaldorosario@pazevida.org.br

EVANGELHO – EVANGELISTAS – EVANGELIZAR

“Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da terra” (Atos 1:8).

EVANGELHO

A palavra evangelho significa: “boas-novas ou boas notícias”.

“E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém!” (Mateus 28:18-20).

A ordem de Jesus foi dada depois dEle ressuscitar: “portanto, ide por todo o mundo e pregai o Evangelho” (Mc 16:15). E como autoridade suprema, Ele delegou poder para todos os cristãos. Jesus é a boa notícia, a boa-nova da salvação para todo ser humano. Sabe-se que a tarefa de evangelizar não é fácil, pois se fosse teríamos mais evangelistas nas Igrejas. Talvez, um dos motivos seja o desconhecimento da importância dessa missão dada por Jesus a cada cristão. Mas a cada um que queira ter essa experiência, é garantido que evangelizar é a mais recompensadora das tarefas do cristão, não só pela alegria de conduzir a Jesus Cristo uma pessoa perdida no mundo, como pela demonstração de amor ao próximo, e assim, estar cumprindo o segundo mandamento de Jesus: “ama a teu próximo como a ti mesmo” (Mt 22:39).

Diz o salmista: “Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos” (Sl 126:5-6).

EVANGELISTAS/EVANGELIZAR

Em Jesus se cumpriu o maior desejo de Deus em relação ao homem: a salvação. E o anjo do Senhor proclamou em alto e bom som aos pastores que estavam no campo: “eis que vos trago novas de grande alegria que será para todo o povo” (Lc 2:10). Jesus é a boa-nova de salvação para todo homem, e quando evangelizamos repetimos o ato de Deus que nos apresentou Jesus, para que todos sejam salvos e se cumpra o propósito de Deus Pai. O verdadeiro cristão não pode se eximir dessa missão.

Assistir a degradação humana por causa do pecado não é atitude lícita aos cristãos. Todo cristão deve ter o mesmo amor que Cristo demonstrou por toda a humanidade presente em sua época na terra e para todos os seres humanos do futuro.

O preparo pessoal do evangelista pressupõe que ele já tenha experimentado do poder de Jesus Cristo em sua vida e, por isso, pode ser testemunha viva daquilo que fala, e de como se apresenta ao não convertido. É preciso ser habilidoso na Palavra de Deus, porque é a sua ferramenta de trabalho.

Outro ponto do preparo é a oração prévia sobre o local onde será feita a evangelização, pois sem oração o evangelista fica vulnerável e pode ser afetado pelo Inimigo. O preparo na oração é que dará a proteção de Deus, lembrando que é o Espírito Santo que convence o homem “do pecado, da justiça e do juízo” (Jo 16:7-8). Vale repetir a máxima: “Muita oração, muito poder contra laços do maligno”.

Outra dica importantíssima é quanto à dedicação do evangelista ao conhecimento não só da Palavra de Deus, mas também das Seitas e Religiões. Lembrando que o ser humano longe de Deus é um instrumento nas mãos do diabo. São pessoas bem treinadas nos pontos chaves das seitas e religiões que enchem suas cabeças de inverdades. É preciso ter cuidado de não demonstrar apenas que decorou os textos sobre as seitas e religiões ou sobre a Bíblia e que nada mais pode acrescentar sobre a Bíblia. Por tudo isso, é importante preparar-se para responder com a Palavra a cada afirmação ou dúvida da pessoa que está sendo evangelizada. Agindo assim, certamente terá sucesso em ganhar almas para Jesus. Muitas vezes, o Espírito Santo nos lembra, posteriormente, de orar pela pessoa que foi salva. Isso acontece, porque o inimigo está sempre agindo para tirar a semente que foi plantada no coração da pessoa que foi evangelizada.

Assim, estando o evangelista à disposição do Espírito de Deus, certamente Ele mostrará o momento de parar e orar pela pessoa. Por outro lado, quando ganhamos almas para Jesus, devemos orientar sobre a continuidade de seu desenvolvimento espiritual e apresentar outros cristãos para que não haja abandono ou esfriamento da fé. Mas o ideal é orientar para que vá à Igreja, exortando-a para olhar somente para Jesus Cristo, durante sua caminhada cristã.

Por Valdely Cardoso Brito

bannerMemorial

AGUARDE NOVAS ATUALIZAÇÕES!