Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – PR pr.danyelpagliarin@pazevida.org.br

Pr. Ademir Pereira

Pr. Ademir Pereira

Sede Estadual - RN pr.ademirpereira@pazevida.org.br  

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual – MG pr.jeanvilela@pazevida.org.br

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Estadual - PI pr.sandropinheiro@pazevida.org.br

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO pr.dionatanfreitas@pazevida.org.br

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – MA pr.carlospinheiro@pazevida.org.br

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB pr.reginobarros@pazevida.org.br

Pr. Danilo Queiroz

Pr. Danilo Queiroz

Sede Estadual – CE   pr.daniloqueiroz@pazevida.org.br  

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Nacional – SP   pr.neilton@pazevida.org.br  

Pr. Weslley Santos

Pr. Weslley Santos

Sede Estadual – AL pr.weslleysantos@pazevida.org.br

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Distrital – DF   pr.marciodasilva@pazevida.org.br

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM pr.luciano@pazevida.org.br

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS pr.raphaelbatista@pazevida.org.br

Pr. Marcelo Torres

Pr. Marcelo Torres

Sede Estadual - SE pr.marcelotorres@pazevida.org.br

Pr. Alexandre Teodoro

Pr. Alexandre Teodoro

Sede Estadual – RJ pr.alexandreteodoro@pazevida.org.br

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – BA   pr.delson@pazevida.org.br

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal pr.fabiohenrique@pazevida.org.br

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – PE pr.joaquimneto@pazevida.org.br

Pr. Márcio Candido

Pr. Márcio Candido

Sede Estadual – PA pr.marciocandido@pazevida.org.br

EUA têm nova tragédia em explosão de usina de fertilizantes

Acidente em West, no Texas, deixa 160 feridos e ao menos 5 mortos, mas total pode ir a 70. 'Foi como uma bomba nuclear', descreveu o prefeito da cidade.

Enquanto os Estados Unidos ainda se recuperam dos atentados na maratona de Boston, uma nova tragédia afeta o país nesta quinta-feira: uma forte explosão em uma usina de fertilizantes na cidadezinha de West, no Texas, deixou ao mais de 160 feridos e um número de mortos incerto, que pode chegar a 70, segundo redes de televisão americanas e agências de notícias. Até agora, as autoridades afirmam que o acidente deixou entre cinco e quinze mortos. O número deve subir quando os bombeiros conseguirem controlar o incêndio. Por ora, as equipes de resgate dirigem-se de casa a casa, no meio da escuridão, em busca de sobreviventes.

A explosão ocorreu às 19h50 no horário local (21h50 em Brasília) e ainda não há nenhuma explicação para a causa do acidente. De acordo com as primeiras informações, pelo menos dez edifícios da usina e nas proximidades foram afetados pelo impacto ou atingidos pelo fogo, incluindo uma escola. O porta-voz do Corpo de Bombeiros, Don Yeager, informou que as chamas também atingiram vários prédios em torno da fábrica, de propriedade da empresa West Fertilizer.

O fogo dificulta o resgate de outras pessoas que, segundo a imprensa americana, continuam presas nos escombros – entre elas estão inclusive bombeiros. Durante a madrugada, as autoridades contavam ao menos 40 feridos em estado grave em um hospital de Waco, cidade de maior porte próxima ao local do acidente que, segundo sismógrafos, foi equivalente a um terremoto de 2,1 graus na escala Richter e pôde ser sentido a 80 quilômetros de distância.

"Foi como uma bomba nuclear", descreveu o prefeito de West, Tommy Muska. Até as 2 horas desta quinta-feira (meia-noite no Texas), ele afirmou que não tinha informações sobre a quantidade exata de mortos e feridos. Na área da fábrica, além da escola, há um asilo onde vivem 133 pessoas e um condomínio com vários apartamentos que também foram atingidos. Os dois prédios foram rapidamente evacuados.

Substâncias tóxicas – Durante todo o trabalho para tentar controlar as chamas, o vento na região complicava o trabalho dos bombeiros e espalhava no ar substâncias tóxicas provenientes dos escombros da fábrica. O cheiro de amônia era muito forte, disseram testemunhas.

Uma delas, Bill Bohannan, fazia uma visita à casa de seus pais perto do local e disse ao jornal Waco Tribune que a explosão foi "devastadora". "Eu disse: 'isso vai explodir'. E disse a meus pais que entrassem no carro. Estava de pé junto ao meu carro com a minha namorada, esperando que meus pais saíssem, e (a fábrica) explodiu. Nosso carro foi atingido", disse. Equipes de socorro, ambulâncias e outros veículos de emergência se deslocaram até o local e estão levando os feridos para um campo de futebol próximo, onde foi instalado um hospital de campanha.

Um vídeo amador mostra o momento da explosão, que impressiona pelo tamanho e pela altura da coluna de fumaça que se forma. Devido ao risco de uma nova explosão, as autoridades de West ordenaram a população local que evacuasse a cidade, que tem cerca de 2.700 habitantes e fica localizada a 30 quilômetros de Waco e a pouco mais de 100 quilômetos da região metropolitana de Dallas.

 

Fonte: Veja


bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações